Banco do Povo

Endereço: Avenida 28 de Agosto, 651 – Centro
Telefone: (16) 3383-3091
Horário de Atendimento: 08:00 às 17:00

Requisitos para Solicitação

O Banco do Povo Paulista atua no segmento de microcrédito. Dessa forma, oferecemos linhas de crédito de R$ 200,00 a R$ 5.000,00 para pessoas físicas, de R$ 200,00 a R$ 20.000 para pessoas jurídicas, e de R$ 200,00 a R$ 25.000,00 para associações e cooperativas produtivas ou de trabalho.

– Desenvolver atividade produtiva nos municípios contemplados pelo BPP;

– Se pessoa física, residir ou possuir um empreendimento há mais de dois anos em município contemplado pelo BPP;

– Ter faturamento bruto de até R$ 360 mil nos últimos 12 meses;

– Não possuir restrições cadastrais no SERASA e/ou CADIN Estadual;

– Quando motofretista: ter concluído o curso de 30 horas, comprovando por meio de certificado (exceto capital); possuir licença para condução de motofrete; ter registro em carteira com a CBO 5191-10 (Motociclista no transporte de documentos e pequenos volumes);

– Quando mototaxista: ter concluído o curso de 30 horas, comprovando por meio de certificado (exceto capital); possuir licença para condução de mototaxi, expedida pelas prefeituras municipais.

Garantias Exigidas

Fiador;

 

O que pode ser financiado?

Investimento Fixo

O investimento fixo corresponde a todos os bens que devem ser adquiridos para que o negócio possa funcionar, como equipamentos, móveis, utensílios e veículos. No Banco do Povo Paulista, nessa modalidade, pode ser financiado:

Investimento Fixo

– Animais para tração e produção. Todos os animais financiados pelo BPP deverão obedecer rigorosamente à legislação vigente;

– Aplicativos de informática (software), acompanhados de nota fiscal e do certificado de licença de uso;

– Equipamentos de informática (hardware), incluindo microcomputadores, notebooks, impressoras, plotters etc.;

– Equipamentos para veículos, como instalação de kit gás em oficinas credenciadas pelo INMETRO;

– Máquinas, equipamentos e ferramentas destinados exclusivamente ao empreendimento;

– Bicicletas;

– Veículos aquáticos;

– Construção de poços artesianos;

– Utensílios para eventos;

– Tratores e implementos agrícolas.

– Veículos rodoviários, como utilitários, caminhonetas e caminhões, desde que utilizados no empreendimento;

– Ciclomotores e motocicletas;

– Equipamentos para veículos, como carretas, carrocerias e trailers.

Capital de Giro

Considera-se capital de giro o crédito necessário para financiar a continuidade das operações da empresa, como recursos para manter estoques e recursos para pagamento aos fornecedores (compras de matéria-prima ou mercadorias de revenda) e demais custos e despesas operacionais. No Banco do Povo Paulista, nessa modalidade, pode ser financiado:

– Abertura e regularização de empresas;

– Animais para comercialização;

– Consertos em geral, incluindo mão de obra e peças de máquinas, equipamentos, ferramentas, veículos, motos, tratores, inclusive pneus novos, remoldados, recauchutados etc.

– Divulgação, embalagens e frete, incluindo serviços de website.

– Insumos e sementes, incluindo sêmen, embriões, ração, medicamentos, vacinas, fertilizantes etc.;

– Matéria-prima;

– Preparação de solo, terraplanagem, topografia, agrimensor, mão de obra para o ciclo produtivo agrícola;

– Aluguel de máquinas (Produtor Rural);

– Produtos para comercialização e manutenção de estoque;

– Materiais para construção e mão de obra para MEIs e clientes formalizados.

Linhas Especiais

Motofretista

– Aquisição de moto branca na categoria aluguel, espécie carga;

– Kit motofrete: capacete com faixa, colete de segurança com INMETRO, baú com faixa, protetor, antena cerol, rastreador/bloqueador, faixas refletivas, marcação indelével das peças;

– Taxas do Detran, DTP e documentação;

– Consertos, incluindo mão de obra e peças, com o limite de até 20% do valor da motocicleta.

Mototaxista

– Aquisição de motocicleta nova ou usada, na categoria aluguel, espécie passageiro. Caso seja usada, deve, obrigatoriamente, possuir emplacamento vermelho;

– Acessórios, como antena corta pipa, protetor de pernas, coletes e capacetes;

– Taxas do Detran, DTP e documentação da motocicleta;

– Consertos, incluindo mão de obra e peças, com o limite de até 20% do valor da motocicleta.

 

 

Prazos e Limites

A concessão do valor solicitado está sujeita à análise da capacidade de pagamento do solicitante e do fiador.

A destinação dos recursos deverá se enquadrar nas normas do programa.

Empreendedor Informal (Pessoa Física)

Produtor Rural sem CNPJ

Valores

1° Crédito: até R$ 3.000,00

2° Crédito: até R$ 4.000,00

3° Crédito ou posterior: até R$ 5.000,00

 

Prazos de Financiamento

Capital de Giro: em até 12 meses

Investimento Fixo: em até 24 meses

Misto (Capital de Giro + Investimento Fixo): em até 24 meses

*Para exemplos de Capital de Giro e Investimento Fixo, consulte o item: O que pode ser financiado.

Empreendedor Formal (Pessoa Jurídica – MEI, ME, LTDA, EIRELI)

Produtor Rural com CNPJ

 

Valores

1° Crédito: até R$ 7.500,00

2° Crédito: até R$ 10.000,00

3° Crédito: até R$ 15.000,00

4° Crédito ou posterior: até R$ 20.000,00

 

Prazos de Financiamento

Capital de Giro: em até 24 meses

Investimento Fixo: em até 36 meses

Misto (Capital de Giro + Investimento Fixo): em até 36 meses

Associações e cooperativas produtivas ou de trabalho

 

Valores:

1° Crédito ou posterior: até R$ 25.000,00

Prazos de Financiamento

Capital de Giro: em até 24 meses

Investimento Fixo: em até 36 meses

Misto (Capital de Giro + Investimento Fixo): em até 36 meses

Linhas Especiais

Motofretista/Mototaxista

 

Valores:

Limite Único: até R$ 6.000,00

Prazo de Financiamento

Em até 24 meses;

 

Documentos Necessários:

Os documentos devem ser apresentados ao agente de crédito da unidade para verificação. 

Caso necessário, podem ser solicitados outros documentos comprobatórios.

 

Para Empreendedor Formal:

– RG e CPF dos sócios e dos cônjuges ou documento oficial com foto. Para estrangeiros, apresentar Registro Nacional de Estrangeiros (RNE);

– Inscrição CNPJ – consultar no site da Receita Federal;

– Certidão Negativa de Débitos (CND) ou Certidão Positiva de Débitos com Efeito de Negativa válida e emitida pela Receita Federal do Brasil (RFB);

– Certidão de Regularidade no FGTS válida, emitida pela Caixa Econômica Federal (CEF) ou Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), para empresas sem funcionário;

– Quando houver, inscrição estadual;

– Quando houver, inscrição municipal;

– Certidão de casamento do cliente e dos sócios. Nos casos de separação ou viuvez, apresentar devidas certidões e, caso declare união estável, apresentar documento que a comprove;

– Comprovante recente – menos de 90 dias – de endereço em nome da empresa ou, na ausência, do responsável (água, luz ou telefone);

– Cartão de conta bancária ou extrato em nome da empresa ou em nome do sócio que receberá os recursos;

– Orçamento do bem a ser financiado que conste o nome do fornecedor ou da razão social, o número do CPF ou CNPJ, endereço e telefone, além da descrição detalhada dos bens, serviços ou mercadorias a serem financiadas e a forma de pagamento à vista. Para capital de giro, em substituição, podem ser aceitas cópias das notas fiscais de compras dos últimos três meses, em substituição ao orçamento.

Para Empreendedor Informal

– RG e CPF do cliente, dos sócios e dos cônjuges ou documento oficial com foto. Para estrangeiros, apresentar Registro Nacional de Estrangeiros (RNE);

– Certidão de casamento do cliente e dos sócios. Nos casos de separação ou viuvez, apresentar devidas certidões e, caso declare união estável, apresentar documento registrado em cartório comprovando tal situação;

– Pescadores: apresentar o Registro Geral da Atividade Pesqueira – RGP – o qual deve ser consultado no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento;

– Motociclistas: apresentar Carteira Nacional de Habilitação na devida categoria;

– Comprovante recente – com menos de 90 dias – de endereço em nome do cliente (água, luz ou telefone). Caso o imóvel seja alugado ou a conta esteja em nome de outra pessoa, observar o que segue:

a) em nome dos pais: constatar no documento RG;

b) em nome do cônjuge: constatar na certidão de casamento;

c) em nome de outra pessoa: deverá apresentar declaração com firma reconhecida em cartório. Caso seja imóvel alugado, deverá apresentar contrato de locação reconhecido em cartório;

d) em caso de produtor rural sem comprovação de endereço, apresentar comprovante de pagamento do Imposto sobre propriedade territorial rural – ITR – do exercício anterior;

– Cartão de conta corrente ou extrato em nome do tomador;

– Orçamento do bem a ser financiado que conste o nome do fornecedor ou da razão social, o número do CPF ou CNPJ, endereço e telefone, além da descrição detalhada dos bens, serviços ou mercadorias a serem financiadas e a forma de pagamento à vista. Para capital de giro, em substituição, podem ser aceitas cópias das notas fiscais de compras dos últimos três meses.

Para Associações e Cooperativas Produtivas e de Trabalho

– Ata de constituição;

– Regimento interno;

– Estatuto e alterações se houver;

– Se no estatuto não houver cláusula autorizando obtenção de financiamento, deverá ser apresentada ata de reunião da Assembleia Geral autorizando a Diretoria a contrair financiamento junto ao programa;

– Inscrição CNPJ – consultar no site da Receita Federal;

– Certidão Negativa de Débitos (CND) ou Certidão Positiva de Débitos com Efeito de Negativa válida e emitida pela Receita Federal do Brasil (RFB);

– Certidão de Regularidade no FGTS válida, emitida pela Caixa Econômica Federal (CEF);

– RG e CPF dos representantes legais e cônjuges, ou documento oficial com foto;

– Certidão de casamento dos representantes legais. Nos casos de separação ou viuvez, apresentar devidas certidões;

– Comprovante recente – menos de 90 dias – de endereço em nome da empresa ou, na ausência, do responsável legal (água, luz ou telefone);

– Em caso de alteração na constituição dos representantes da associação/cooperativa, deverá ser apresentada a ata da Assembleia que nomeia os novos representantes;

– Cartão de conta bancária ou extrato em nome da associação/cooperativa;

– Último balanço;

– Orçamento do bem a ser financiado que conste o nome do fornecedor ou da razão social, o número do CPF ou CNPJ, endereço e telefone, além da descrição detalhada dos bens, serviços ou mercadorias a serem financiadas e a forma de pagamento à vista. Para capital de giro, em substituição, podem ser aceitas cópias das notas fiscais de compras dos últimos três meses, em substituição ao orçamento.

Documentação complementar

Empresário individual

Declaração de Empresário individual;

Sociedade Limitada (Ltda.) ou Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli)

Contrato Social e alterações atualizadas;

Microempreendedor Individual (MEI)

Certificado de Condição de MEI – CCMEI, expedido até 90 dias.

Motofretista e Mototaxista

Cadastro de condutor emitido pela Prefeitura Municipal.

Para Fiador

– RG e CPF do avalista e de seu cônjuge ou documento oficial com foto. Para estrangeiros, apresentar Registro Nacional de Estrangeiros (RNE);

– Certidão de casamento. Nos casos de separação ou viuvez, apresentar devidas certidões e, caso declare união estável, apresentar documento que a comprove;

– Comprovante recente de endereço, com menos de 90 dias, em nome do avalista;

– Holerite dos últimos três meses junto com a CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social, ou declaração atualizada do IR ou extrato bancário dos últimos noventa dias.

 

FONTE: http://www.bancodopovo.sp.gov.br/

 

Pessoa Física:

Capital de Giro: R$ 2.500,00 em 12 meses = R$ 222,12 com avalista comprovando renda líquida de R$ 750,00.
Investimento Fixo: R$ 5.000,00 em 24 meses = R$ 235,36 com avalista comprovando renda líquida de R$ 785,00.

Pessoa Jurídica:

Capital de Giro: R$ 5.000,00 em 18 meses = R$ 304,91 com avalista comprovando renda líquida de R$ 1.017,00.
Investimento Fixo: R$ 7.500,00 em 36 meses = R$ 249,10 com avalista comprovando renda líquida de R$ 831,00.

TOP
X